sábado, julho 11, 2015

de de

A Semana de Alta Costura de Paris



EncerramentododesfiledamaisonAtelierVersace.

semana de moda de Haute Couture de Paris para o inverno de 2016. 

O primeiro dia girou em torno da novata russa Ulyana Sergeenko e da marca que abriu oficialmente a semana, Atelier Versace. Sensação italiana, as imagens de seu desfile estampam hoje a primeira página de todos os sites que falam sobre os desfiles desta semana.

600x440_2

Ao som de Jim Morrison, a deusa boho da Versace desfilou, por uma passarela toda coberta de orquídeas, looks desconstruídos em corsets e chiffons desfiados.

600x440_3

Quem assinou a beleza do desfile foi Pat McGraht, que, além de iluminar a pele, usou sombra verde cintilante nos olhos e cor natural, bem fresca, nos lábios.

600x440_4

Já os cabelos foram cuidados por Guido Palau, que os deixou com um movimento ondulado e naturalmente sedutor, típicos da marca. O visual foi arrematado por uma coroa fina de flores em veludo, chiffon e vidrilhos.
600x440_5


Schiaparelli abriu os desfiles de segunda-feira entre muitas danças de cadeiras. A marca se renova e apresenta também seu novo designer, Bertrand Guyon. O designer trouxe para passarela a atmosfera dos anos 30, que mistura a mulher extravagante e a cosmopolita numa mesma pegada.

600x440_7

Guyon tem no currículo nomes como Lacroix e Valentino. Logo após o encerramento, os designers da Valentino, Maria Grazia e Pierpaolo foram até o backstage tecer elogios ao ex-pupilo.

600x440_8

Saindo do calendário, temos Givenchy, que apresentou sua coleção ainda em junho. Normalmente a casa opta por um lookbook seguido de fotos frente/costas do grupo reunido; porém, nesta estação, a coleção foi apresentada em um desfile.

600x440_9

Pequena, teve somente 11 looks, que inesperadamente desfilaram em meio à apresentação masculina de primavera/verão 2016 da marca.

E mais uma vez, a religião de Tisci deu o tom: o personagem das estampas desta vez será Jesus Cristo. Uma reflexão sobre o cárcere dos homens - por isso tantos acessórios em forma de chave.

600x440_10

600x440_11

600x440_12

Mais uma vez o museu de Rodin serve de cenário para o desfile de Raf Simons paraDior. A instalação, montada no final de um dos jardins, parecia uma enorme catedral de vitrais florais, todos pintados à mão, é claro.

600x440_13

600x440_14

O tema de partida não poderia ser mais exótico: “O Jardim dos Prazeres Terrestres", de Hieronymus Bosch.

600x440_15

A silhueta trabalhada foi a dos anos 1970, com muita jaqueta bar e plataformas no estilo t-straps. Além disso, muita assimetria e um cobre-descobre que, no decorrer do desfile, foi ficando cada vez mais sexy.

600x440_16

600x440_17

E na manhã de terça, Chanel imperou. Se você já tinha achado incrível quando a maison construiu uma cafeteria para seu desfile, agora foi a fez do palais ser transformado em um cassino.

600x440_18

600x440_19

O cassino high tech contou com a participação das atrizes Kristen Stewart, Julienne Moore, Lily Rose, a cantora Rita Ora e a modelo Lara Stone, que deixaram seus lugares na primeira fila para a mesa de jogo.

Apesar de jovem, a paleta de cores foi bem austera, repleta de verdes, lavandas e o tradicional P&B. Tudo é claro, superdetalhado. A noiva da Chanel desta vez foi Kendall Jenner, vestida em alfaiataria e com a tradicional camélia como broche.

3 comentários:

  1. que modelo linda com essa sombra verde, ficou perfeita e estou apaixonada no cabelo dela... Adorei todas as fotos *-*

    bjuuuu
    http://www.blogjumedeiros.com/

    ResponderExcluir
  2. Gostei mais dos looks Ulyana Sergeenko, mais delicados, com toque de renda e bem feminina.

    Beijokas
    www.arafaelasantos.com.br

    ResponderExcluir



email: contato@rennataferreira.com
Instagram: rennataferreir
twitter:@rennataferreir